terça-feira, fevereiro 21

forever



Já não me recordo da ultima vez que te escrevi, mas já faz uns tempos é verdade.
Ainda não sei como agir com os meus sentimentos, não sei se te odeio por me teres iludido durante tanto tempo, não sei se te agradeça por todas as vezes que me ajudas te a levantar, por apesar de tudo só teres ignorado o que eu sentia e fingido que não sabias para não me magoares, mas sabes? magoas-te ainda mais.
É extremamente estúpido como tudo o que eu pensei ser grande parte da minha vida ter acabado com uma conversa, continuo sem compreender parte das tuas palavras, das tuas atitudes.
És e serás sempre o meu primeiro amor, isso nunca posso nem vou poder negar. E tu, tu vais ter uma coisa que os outros nunca terão, pois tu tiveste a minha inocência nas tuas mãos e sabes, podias ter brincado com ela, mas ainda bem que não o fizeste.
Vais ser o único que eu amei com tudo, com tudo mesmo, por que tu fizeste me aprender que não há sempre finais felizes, e amor nem sempre chega, e que amar doí, amar magoa, mas amar também trás felicidade, alegria, nervos, emoção, bolhas na barriga, coração apertado e tu, tu fazias tudo isto.
Acredita que nunca mais serei uma menina apaixonada com o coração nas mãos pronta para o roubares, isso foi uma coisa que ficou contigo.
Vou estar sempre aqui para ti, como espero que estejas para mim.
Há que encarar o facto de que nunca foste meu, mas isso não me impediu de te amar com tudo o que tinha.
Agora espero que saibas uma coisa, não esperes que eu te diga todas estas palavras, porque não vou dizer, não esperes que tudo volte ao que era porque nunca vai voltar, não penses que se um dia quiseres vais entrar assim na minha vida e ocupar a posição que já tivestes, porque não é assim tão fácil, também, não esperes que eu continue a escrever te como antes, porque não vou, pois, já não tenho nada a dizer, talvez desabafos de longe a longe, pequenas memórias e saudades, mas escrever-te não será rotina como já foi.
Por fim, não esperes que te deixe de amar, porque isso não vai acontecer, nunca rapaz, pois terás sempre a parte do coração que me roubas-te e eu, eu vou sempre amar-te.

9 comentários:

  1. Identifico-me imenso no texto! está mesmo bonito*

    ResponderEliminar
  2. infelizmente mesmo, acho que acontece a toda a gente... :s

    ResponderEliminar
  3. acredita, e por vezes as pessoas que considerávamos as mais importantes!

    ResponderEliminar
  4. são coisas da vida, e se não tentarmos ser fortes da mos em loucas com tanta falsidade...

    ResponderEliminar
  5. completamente, e magoa sempre, nunca aprendemos...

    ResponderEliminar