domingo, julho 31

best friend

Melhor amigo, conheci-te na minha infância, éramos apenas crianças que avançava-mos os portões das nossas casas para irmos ter um com o outro para outro dia de brincadeira, de aventura.
As memorias contigo nunca faltaram, nos brincávamos as bonecas, aos bebes aos monstros, aos pokemons, a mil e uma coisa nos nossos pequenos sótãos. Passeávamos pelas ruas, fugíamos de cães, via-mos os carros a passarem pela rotunda, comia-mos ovos kinder com coca-cola no café, goza-vamos com o meu avó e com o miúdo do "kameamea", pedíamos doces no hallowen, passeávamos o meu cão gigante, ia-mos ao cinema, brincávamos nos parques do centro comercial... 
Lembro-me de quando te levei a piscina e tu tiveste medo da água e não querias entrar, mas eu queria que nadasses comigo (;.
E assim entre brincadeiras passaram-se dias, semanas, meses, anos...
Nós crescemos e o nosso a nossa amizade ainda continua igual como a amizade daquelas duas pequenas crianças que viviam num mundo de fantasia partilhando anos das suas vidas. 
Porque nós é mesmo para sempre Alberto Cavaleiro Pacheco, meu melhor amigo desde que me lembro e para sempre!

1 comentário: